Contador é peça chave na retomada pós-pandemia

A pandemia causada pelo novo coronavírus afetou o mundo de diversas formas, obrigando os países a adotarem medidas de restrição de circulação e de atividades econômicas. A crise financeira decorrente desse cenário obrigou pelo menos 600 mil micro e pequenos empresários a fecharem as portas, segundo uma pesquisa realizada pelo SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas)

E, para quem está conseguindo passar pelo período diante de todas as dificuldades, ainda há uma nova preocupação: como retomar os negócios pós-pandemia?

Há uma série de estratégias para lidar com essa fase de desafios e para lidar com a retomada já iminente, mas, para todos esses caminho, o braço direito do empresário e dos trabalhadores é o contador.

No Escritório Contábil Pasqualino as empresas encontram também um norte para os seus negócios, por meio de interpretações claras das normas vigentes. Isso porque estamos passando por um período em que diversas legislações foram alteradas, outras novas surgem da noite para o dia e o empresário precisa ter um auxílio quase que diário para ficar por dentro de tudo e entender como usar isso a seu favor.

Na realidade, o ideal é que todas as empresas tenha uma consultoria contábil desde o inicio do funcionamento. Mas, para quem ainda não tem, o momento é de urgência para a sobrevivência e crescimento da empresa.

Cerca de 80% das empresas fecham por falta de informações e de conhecimento sobre seus direitos e deveres. E quem deve levar essa informação correta e atualizada é sempre o contador. Também é importante que empresário procure o seu contador e questione sobre suas operações, se estão organizadas de modo inteligente, diante das suas obrigações e possibilidades legais.

Auxílios e Benefícios do Governo
Diante dessa crise, o governo brasileiro disponibilizou auxílios e benefícios para as empresas, que podem e devem ser aproveitados neste momento. Mas, é preciso ter um profissional que analise cada proposta, para alinhar as estratégias que se enquadrem melhor na realidade da empresa. Nesse sentido, o Escritório Contábil Pasqualino está atendendo seus clientes, organizando e enviando informativos também, para auxiliar na obtenção desses recursos. Os principais auxílios financeiros disponibilizados pelo governo são:

 

• 1) BNDES Crédito Pequenas Empresas; 
Linhas acessíveis para financiar compras de máquinas e equipamentos

 

• 2) Linha de crédito para pagamento de salários; 
Sua empresa ainda pode obter um crédito do governo, restrito para folha de pagamento, com uma taxa de 3,75% AO ANO!

 

• 3) Auxílio emergencial de R$ 600,00; 
Ainda é possível solicitar o Auxílio Emergencial do Governo, inicialmente composto por 3 parcelas de R$ 600,00, restrito para pessoas sem renda ou outro benefício do governo (exceto bolsa família), sendo autônomos, desempregados ou MEI.

 

• 4) Programa Nacional de Apoio as ME e EPP - PRONAMPE; 
Sua empresa pode obter um crédito do governo, para capital de giro, com uma taxa de SELIC (3%) + 1,25% AO ANO, ou seja: 4,25% AO ANO.

 

• 5) Prorrogação do pagamento de tributos; 
Acesse www.pasqualino.com.br/site/3007/materia.asp?record=583 e confira os novos vencimentos.

 

• 6) Prorrogação de obrigações acessórias;
Acesse www.pasqualino.com.br/site/3007/materia.asp?record=583 e confira os novos vencimentos.
 

 

Por fim, a retomada para o setor de comércio e serviços é otimista. Os clientes já demonstram interesse na compra de produtos e serviços, como observado nesse momento em que as cidades estão flexibilizando algumas atividades e já nota-se um movimento intenso, com risco de filas, pela alta procura.

Se você é cliente Pasqualino e ainda está com dúvidas sobre as linhas de assistência e sobre a retomada do mercado, agende sua assessoria agora.